Edel Headquarter

  • Click to enlarge image 01_edel_luanda.jpg
  • Click to enlarge image 02_edel_luanda.jpg
  • Click to enlarge image 03_edel_luanda.jpg
  • Click to enlarge image 04_edel_luanda.jpg
  • Click to enlarge image 05_edel_luanda.jpg
  • Click to enlarge image 06_edel_luanda.jpg

Edel Headquarter - Luanda

Destacamos como ponto fundamental e inovador a constituição da fachada.
Este elemento, determinante na composição arquitectónica do conjunto, evidencia-se pela sua unicidade, simplicidade de construção e simultaneamente complexidade visual.
A inovação apresentada neste projecto deve-se à composição de um elemento simples, que devidamente combinado representa múltiplas funções e variações.
A fachada exterior exibe-se complementarmente como um sistema de sombreamento, um elemento arquitectónico e, simultaneamente parte integrante do sistema construtivo do edifício, sendo assim mais do que uma simples “pele”.
Inspirados no símbolo máximo da energia, o relâmpago, que é simultaneamente o símbolo da empresa EDEL, reinterpretamo-lo, desconstruímo-lo e redesenhamo-lo aplicando às fachadas e aos volumes do complexo.
Este gesto simples mas cheio de energia aplica movimento e dinamismo aos edifícios, sendo o símbolo perfeito de uma empresa também ela dinâmica e em constante crescimento.
Procura-se que a linguagem arquitectónica do conjunto crie uma uniformidade coerente, no entanto o exterior não deve ser isento do seu interior, refl ectindo por isso os diferentes usos.
A proposta preconiza a criação de uma pele exterior com efeito estrutural e de ensombramento das superfícies de vidro, por forma anular a incidência solar sobre os espaços interiores do edificado.
O resultado será o desimpedimento das vistas sobre o horizonte de uma forma sensível às particularidades do clima e terreno e, projectando uma imagem de modernidade e de arrojo que se enquadra perfeitamente com o signo de desenvolvimento e capacidade que Luanda personifi ca.
Esta “pele” exterior, que se assemelha a uma matéria geométrica, é colocada a cerca de 1,00 m da fachada de vidro, originando amplas áreas de varanda no caso da habitação e do hotel e um corredor de ventilação natural nos restantes edifícios. Este distanciamento benefi cia também da permeabilidade que a pele assume, uma vez que na perspectiva do observador no interior dos espaços, o plano de cenário se torna mais abrangente.
Foram desenvolvidos alguns modelos de pele, nomeadamente em relação ao seu grau de permeabilidade visual, por forma a obter uma relação equilibrada entre o grau de ensombramento e a capacidade de visualização. Este estudo resulta de uma abordagem conceptual às premissas estabelecidas, e serão alvo de um desenvolvimento mais assertivo.

  • Location: Luanda
  • Date: 2012
  • Team: with AM Arquitectos